terça-feira, 30 de janeiro de 2018

DESAFIO LITERÁRIO - FEVEREIRO 2018

Oi gente!!!!
Mês novo desafio novo.
Você também esta a fim de movimentar a sua estante e tirar aqueles livros que estão parados esperando para serem lidos?

O desafio de Fevereiro é o seguinte:
1 - Livro que você desistiu - que tal dar uma nova chance a ele?
2 - Livro com a sua cor favorita - a gente sempre tem aquele livrinho a nossa cor favorita.
3 - Livro Infanto juvenil - acho que este pode ser o mais facil de todos, já que todos temos muuuuitos livros deste estilo, eu tenho rsrsr.
4 - Clube do Livro UPL - Um livro com flores na capa. O que eu escolhi só estava esperando uma desculpa para ler.

Você pode ler um, dois, três, ou pode ler todos. O importante é participar. E se quiser conhecer toda a lista e só baixar a planilha aqui no link ⇨ Desafio2018
Agora vamos as minhas escolhas:

1 - Livro que você desistiu:

Minha Pequena, Grande Mulher

Nem mesmo uma infância sofrida, cheia de abusos impediu que Júlia se tornasse uma mulher forte e independente, a frente dos negócios da família. Mas, o passado retorna e traz com ele a melhor e a pior parte de sua história... 

Lucas sempre protegeu a amiga de infância e por ela se apaixonou em segredo, um sentimento que só fez crescer durante todos esses anos, e nem mesmo a distância a fez diminuir. Quando o maior pesadelo de Júlia retorna, ele fará de tudo para mantê-la a salvo, de preferência ao seu lado e na sua cama.

Mas será que Júlia estará preparada para se entregar a um novo Lucas, que tem desejos e preferências que podem assustá-la? O amor, a confiança, o respeito e proteção, sentimentos que envolvem essa relação, serão fortes o suficiente para resistir e vencer o passado, e a violência que ela ainda terá que enfrentar? (Skoob)


Eu comprei este livro na ultima bienal de BH, mas foram tantas leituras que eu acabei não conseguindo conciliar ele com outras leituras mas agora vai!

2 - Livro com a sua cor favorita:

O Lado Feio do Amor

Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor. O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo. (Skoob)

Nem sei porque não li este livro ainda, o primeiro livro que li desta autora achei incrivel, mas ele esta lá esperando para ser lido e a capa ainda é na minha cor favorita Azul.

3 - Livro Infanto juvenil:

Mil Beijos de Garoto

Um beijo dura um instante. Mas mil beijos podem durar uma vida inteira. Um garoto. Uma garota. Um vínculo que é definido num momento e se prolonga por uma década. Um vínculo que nem o tempo nem a distância podem romper. Um vínculo que vai durar para sempre. Ao menos era o que eles imaginavam. Quando, aos dezessete anos, Rune Kristiansen retorna da Noruega para o lugar onde passou a infância – a cidade americana de Blossom Grove, na Geórgia –, ele só tem uma coisa em mente: reencontrar Poppy Litchfield, a garota que era sua cara-metade e que tinha prometido esperar fielmente por seu retorno. E ele quer descobrir por que, nos dois anos em que esteve fora, ela o deletou de sua vida sem dar nenhuma explicação. (Skoob)

O mais queridinho de todos os livros que entraram para minha estante em 2017, e vai pular fila sim!!!!!

4 - Clube do Livro UPL - Um livro com flores na capa:

Cadu e Mari

Mariana trabalha em uma badalada revista de moda. Tem um bom salário, é muito competente... E tem uma queda pelo chefe, daquelas bem poderosas. Eles vivem em mundos completamente diferentes, e Mariana sabe que nunca acontecerá nada entre os dois. Até que Carlos Eduardo repara que sua secretária é muito, muito bonita. O amor entre os dois é arrebatador, e Cadu e Mari sentem que nasceram um para o outro. Mas as coisas logo começam a desandar. Talvez Cadu ainda não esteja preparado para confiar em uma pessoa que teve uma vida tão diferente da sua; talvez Mari ainda não se sinta segura em dividir sua realidade com o chefe. Para viver esse amor, os dois precisarão enfrentar preconceitos e vencer intrigas. Será que estão prontos? (Skoob)

O clube do livro é a nossa oportinudade de ler juntos um livro no mesmo tema. Este além de lindo, de uma autora fofa ainda foi um presente muito especial.
Então vem participar deste desafio com a gente, postar nas redes sociais quais são as suas escolhas para o desafio de fevereiro e marcar a #desafioliterario2018CP, para eu ver quais livros você vai ler.

Beijos e até o proximo desafio em março.



domingo, 28 de janeiro de 2018

MEU AUTOR NACIONAL - ANA LUIZA MEDEIROS

Image Map

Oi gente!!!! 
Sabe quem vai aparecer por aqui para falar um pouquinho dela para a gente? Ana Luiza Medeiros. 
É dela a segunda entrevista/perfil do nosso blog Meu Autor Nacional.

Ana Luiza Medeiro é de Brasília e começou a escrever fanfic aos 12 anos, e romances aos 20.
Escrever é seu maior prazer, algo que traz muita satisfação.
Infelizmente, assim como varios novos autores sua maior dificuldade/obstaculo é de publicar com uma editora, segundo a autora sem uma indicação é quase impossível. Mas ela não desiste e segue como autora independente.

Sobre seu processo de criação a Ana Luiza nos falou o seguinte:

"Começo com o nome da minha heroína. O nome dela me ajuda a formar sua personalidade. Dai passo para seu ambiente, como ela interage. Então vem os personagens que também tem personalidades bem definidas.
E finalmente desenvolvo a trama."

Sabe quem são as autoras favorita dela? 

"Sophie Kinsella é minha autora modelo. E a eterna JK Rowling, que me levou a escrever desde o começo."

Esta segunda dispensa apresentações, concordam comigo?

Ela não costuma criar playlists, mas associa a criação de certos momentos dos livros com artistas que ela escutava naquele momento.

'Chick lit é um gênero de ficção dentro da ficção feminina, que aborda as questões das mulheres modernas. Chick-Lits são romances leves, divertidos e charmosos, que são o retrato da mulher moderna, independente, culta e audaciosa.'

Olha se não tem tudo a ver com este estilo?

"Minha escrita se caracteriza pelo modelo de heroína mulher de verdade, com quem é possível se identificar e torcer. Escrevo com humor, sempre conversando com o leitor, e lhe contando tudo da forma mais íntima possível."

Suas personagens sempre tem um pouquinho dela, acho que é meio dificil evitar.
A autora já possui dois livros em e-book disponíveis e o terceiro sai no primeiro semestre de 2018.
Quanto a receptividade dos leitores Ana Luiza acredita que os leitores mais jovens, até 25 anos, recebem com mais carinho os novos autores. E que escrever é uma arte que deve ser polida e exercitada sempre, para melhorar a cada novo projeto.


JOGO DE AMOR EM ELEANOR
Na cidade interiorana de Eleonor do Norte, o campus de uma das Universidades mais importantes do país é o centro de todos os acontecimentos. Além dos alojamentos, universitários e corpo docente estão espalhados pela pequena Eleonor, onde amizades são forjadas todos os dias, e amores são vividos intensamente. E é na balada mais esperada do ano que Linda, uma caloura que acaba de finalizar seu primeiro ano no curso de Jornalismo, se encontra no meio de um jogo de verdade e/ou desafio com pessoas que jamais sequer sonhou em considerar seus amigos.

Uma princesa pronta para assumir o trono da república mais desejada da cidade, uma rebelde com causa, um estrangeiro cheio de brasilidade, e um aluno nota 10 com talento para jogatina e confusão.

Jogos de azar nunca foram seu forte, mas há uma chance de que a tímida e inocente Linda decida apostar todas as suas fichas nesse charmoso grupo de perdedores. Ao final desse jogo, Linda nunca mais será a mesma, e tampouco será Eleonor! (Amazon)


MINHA LISTA DE COISAS PARA VIVER
Alba é uma escritora iniciante, que quer mais do que tudo no mundo ser reconhecida como tal. Mas o mundo editorial não é nada fácil e, mesmo trabalhando com uma das melhores editoras do país, seu desafio é tornar seu manuscrito interessante o bastante para ser publicado. Mas como?
Com a ajuda de um novo amigo muito experiente no assunto (e com olhos verdes de arrasar!) e de amigos malucos o bastante para encarar qualquer aventura, ela aceita o desafio lançado que promete revolucionar a qualidade de sua escrita. Cumprir uma lista de experiências de vida para quebrar a rotina em grande estilo!

Descubra as loucuras que Alba e seus amigos estão dispostos a viver em nome da arte de escrever. Dê risadas, chore e se apaixone junto com eles nessa história para ficção nenhuma botar defeito!  (Amazon)


Eu me apaixonei pela sinopse e já garanti o meu. Corre lá na Amazon e garanta o seu também!

Ping Pong:
Cor: Tons terrosos e dourado.
Filme: Maria Antonieta de Sophia Copola.
Serie: New Girl
Musica: Altar Particular, de Maria Gadu. 
Cantor(a): Mariah Carey
Raiz ou Nutela: Hum... não sei
Dia ou Noite: Noite
Frio ou calor: Calor
Livro físico ou e-book: Ambos
Casar ou comprar uma bicicleta? Vou de bicicleta...
Ficção ou Não-ficção: Ficção e biografias

Para 2018 teremos novidades da autora, pois ela vai lançar um novo romance e já começou a escrever outro.

Ana Luiza utiliza as redes sociais para divulgar seu trabalho então, se você quiser seguir e acompanhar suas novidades e só clicar nos links ai em baixo.
      Facebook      Twitter    Blog   Instagram    YouTube

E não se esquece Minha Lista De Coisas Para Viver e Jogo De Amor Em Eleonor estão disponíveis no Kindle.
Image Map

E aí, gostou da nossa autora nacional? Então deixa seu comentário aí em baixo me falando o que achou, se já leu alguma coisa dela, quem você gostaria de ver por aqui, me conta tudo.
Beijos e até a próxima!
Image Map

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

ANIME KIMI NO NA WA (YOUR NAME)

Olá Galera, Bom dia!!
Fonte: Google imagnes, 2018.
Eu sou considerada uma moleca, porque tenho 28 anos, mas continuo assistindo animes, mas confesso que sou apaixonada pelas histórias. Faz umas semanas, eu assisti a um filme que já teve muitas críticas positivas pelo público ao redor do mundo.

Eu encontrei esse filme por acaso, e decidi procurar. Para minha sorte tinha na Netflix, então apresento o que achei do filme Kimi no na wa (Your Name).



Título: Kimi no na Wa (Your Name)
Direção: Makoto Shinkai
Ano: 2016
Classificação etária: Livre
Tempo: 1h 46mim.
Gênero: Amimes



Sinopse: Mitsuha Miyamizu (Mone Kamishiraishi) é uma jovem que mora no interior do Japão e que deseja deixar sua pequena cidade para trás para tentar a sorte em Tóquio. Enquanto isso, Taki Tachibana (Ryûnosuke Kamiki), um jovem que trabalha em um restaurante italiano em Tóquio, deseja largar o seu emprego para tentar se tornar um arquiteto. Os dois não se conhecem, mas estão direta e misteriosamente conectados pelas imagens de seus sonhos.






RESENHA:

O anime conta a história de dois jovens Mitsuha e Taki,dois jovens que vivem realidades diferentes, mas terão seus destinos unidos.

Mitsuha mora num vilarejo chamado Itomori, com sua avó e irmã, que seguem todos os ritos tradicionais do Japão. Mitsuha é de uma família tradicional, que apresenta alguns dos ritos da tradição para o vilarejo, e um dos rituais é o Kuchikamisake, que consiste num dos métodos de produção de sakê mais antigo da história, além da produção 

Mitsuha, é filha do prefeito da vila, e por isso sofre muita pressão, e não é bem aceita pelos outros jovens, a não ser seus dois amigos Sayaka Natori e Katsuhiko, que são divertidos. Mitsuha, tem o objetivo de sair da vila, morar em Tóquio e viver uma vida badalada.

Taki é um rapaz que mora na agitada Tóquio, mora apenas com seu pai. Dividi seu tempo entre estudar e trabalhar num restaurante e viver as diversões de Tóquio, tem como amigo Tsukasa Fujii e Miki Okudera, a qual ele tem uma queda, mas não sabe se aproximar, por ser tímido. Taki tem sonho de largar o trabalho e fazer a faculdade de arquitetura. 

Um dia inexplicavelmente Mitshua e Taki começam a ter sonhos estranhos, onde acreditam está um no corpo do outro e viver suas respectivas vidas, mas que acaba se provando ser real, pois seus famílias sempre percebiam seus comportamentos estranhos nos dias dessa mudança.
Fonte: Google imagens, 2018.
O filme se passa mostrando a rotinas dirias de Mitsuha e Taki, de ir a escola, trabalho, amigos e convivência familiar, mostra Mitsuha com a sua vida tradicional e Taki com sua vida agitada, e a percepção de cada um quando eles trocam de corpo e cada um vive a vida do outro. 

No primeiro momento eles tem de se adaptar ao corpo um do outro, onde acaba sendo muito divertido, pois eles tentam se acostumar de maneira engraçada descobrindo a diferença deles. E já que não lembram de nada do que acontece quando trocam de corpo, acabam deixam mensagem um para o outro com o que fizeram, intervindo na vida um do outro, e Mitsuha até ajuda Taki há manter um relacionamento com Miki, sua colega de trabalho.

Eles acabam encontrando um ritmo nas suas vidas, e também vai crescendo um sentimento maior que a curiosidade e além disso mostra o amadurecimento dos personagens.
Fonte: Google imagens, 2018.
No decorrer do filme, sempre anuncia um evento que irá acontecer a primeira vez depois de mil anos, que é a queda de um cometa, onde Mitsuha está se preparando para um festival e Taki volta de um encontro frustado com Miki, pois percebe que já não gosta dela, e tenta entrar em contato com Mitsuha, mas não consegue.

Então ele decidi visitar sua cidade natal, mas não sabe seu nome, mas ele consegue desenhar um esboço da cidade, e por acaso um proprietário do restaurante reconhece a vila, mas afirma que ela foi destruída por um fragmento do cometa há três anos.

Taki não acredita e começa a fazer pesquisas, e descobre a verdade, que Mitsuha e a vila inteira foi destruída. Mas taki não desiste e acaba indo atrás do que restou da vila e acaba encontrando o santuário da família e nele encontra o sakê feito por Mitsuha e acaba trazendo uma reviravolta para a história.

Fonte: Google imagens, 2018.
Não vou falar mais nada, senão será spolier. Mas o que tenho a dizer que esse anime é fantástico, tem uma arte visual incrível, personagens bem construídos e um enredo maravilhoso, onde o detalhe das cidades, culturas e rotinas dos personagens são riquíssimas.

Além disso, tem uma playlist excelente, que foi produzida especialmente para o filme da banda Radwimps, as principais músicas são Yometourou (abertura), zenzenzense, sparkle e nandemonaiya.


Assista ao Trailer:



Super indico esse filme, muito bom e com ótimas reflexões.

Até Breve! Beijos da Sue




segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

RESENHA PEQUENAS GRANDES MENTIRAS - LIANE MORIARTY

Boa Noite, Amores!!! 
Fonte: Jussara Ferreira, 2018.

Participo de um grupo chamado Unidos Pela Leitura no whatsapp, onde realizamos troca de livros, e também temos o clube do livro, onde escolhemos um livro em comum, para todos lerem no mês. O escolhido foi Pequenas Grandes Mentiras.

Fonte: Skoob
Título: Pequenas Grandes Mentiras
Autora: Liane Moriarty
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
N° páginas: 400
Classificação: 4

Sinopse: Com muita bebida e pouca comida, o encontro de pais dos alunos da Escola Pirriwee tem tudo para dar errado. Fantasiados de Audrey Hepburn e Elvis, os adultos começam a discutir já no portão de entrada, e, da varanda onde um pequeno grupo se juntou, alguém cai e morre. Quem morreu? Foi acidente? Se foi homicídio, quem matou? Pequenas grandes mentiras conta a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada. Madeline é forte e decidida. No segundo casamento, está muito chateada porque a filha do primeiro relacionamento quer morar com o pai e a jovem madrasta. Não bastasse isso, Skye, a filha do ex-marido com a nova mulher, está matriculada no mesmo jardim de infância da caçula de Madeline. Celeste, mãe dos gêmeos Max e Josh, é uma mulher invejável. É magra, rica e bonita, e seu casamento com Perry parece perfeito demais para ser verdade. Celeste e Madeleine ficam amigas de Jane, a jovem mãe solteira que se mudou para a cidade com o filho, Ziggy, fruto de uma noite malsucedida. Quando Ziggy é acusado de bullying, as opiniões dos pais se dividem. As tensões nos pequenos grupos de mães vão aumentando até o fatídico dia em que alguém cai da varanda da escola e morre. Pais e professores têm impressões frequentemente contraditórias e a verdade fica difícil de ser alcançada. Ao colocar em cena ex-maridos e segundas esposas, mãe e filhas, violência e escândalos familiares, Liane Moriarty escreveu um livro viciante, inteligente e bem-humorado, com observações perspicazes sobre a natureza humana.

RESENHA:

O livro conta principalmente a história de três mulheres, que são bem diferentes entre si, mas que acabam por ter uma amizade, cada uma com seus problemas diários para lidar e apoiar uma a outra.
Madeline é a mais divertida e expansiva, mas tem seus acessos de fúria, pois foi deixada pelo ex-marido com uma filha de 5 anos, para se virar sozinha. Madeline se casa novamente com Ed e tem 2 filhos Chloe e Fred. 
E quando pensa que a vida está bem, o ex-marido volta quando a filha está com 11 anos, e para piora casado e com uma filha da mesma idade que sua filha Chloe, e volta como se nada tivesse acontecido para a vida da filha Abigail, e que acaba se encantando pela nova esposa do pai, e decide morar com eles, deixando Madeline furiosa, mas acaba por ficar calada, fingindo não se importar com a decisão da filha.

"Tudo bem você dormir com mulheres aleatórias, mas quando uma mulher faz isso, é uma boba. São dois pesos e duas medidas."
Fonte: Jussara Ferreira, 2018.
“– É porque toda a autoestima de uma mulher é baseada em sua aparência – disse Jane. – Por isso. É porque a gente vive em uma sociedade obcecada pela beleza, na qual a coisa mais importante que a mulher pode fazer é ser atraente para o homem.”

Celeste é a tranquila e sempre quieta, que parece ter a vida perfeita, é loura, magra, linda e casada com Perry um homem rico e lindo. Mas Celeste anda sempre se sobre saltando, assustada com algo, pois na verdade vive uma vida pisando em ovos, pois seu "príncipe" bate nela, mas como muitos caso Celeste acredita merecer toda essa agressão e não o larga devido seus filhos gêmeos e hiperativos Max e Josh. Celeste está sempre disposta a ajudar as amigas, nem que seja apenas financeiramente.   
Jane é a misteriosa e retraída, sempre mostrando uma inferioridade perante as outras mulheres. Jane tem apenas 24 anos e é mãe solteira, tem seu filho Ziggy, um menino calado, mas com uma expressão de inteligência nata.
Jane não revelou a ninguém quem é o pai de Ziggy, apenas diz que foi um rompante de apenas uma noite, que acabou gerando um milagre, que foi seu filho, já que Jane foi diagnostica com uma doença que a impedisse de engravidar. 
Jane ajuda Madeline, quando a mesma machuca o tornozelo, logo no dia da orientação do jardim na escola e seu aniversário de 40 anos, e acabam por ficarem amiga, e logo apos esse incidente Celeste se une as duas, e vão ao bar do Tom, onde ficam um pouco alegres com alguns copos de champanhe, e quando chegam na escola para buscar os filhos são a fofoca da hora. 


"-Você provavelmente vai fazer amizade com Bonnie - Disse Madeline. - É impossível odiá-la. Sou muito boa em odiar os outros, e até eu acho difícil. Realmente tenho que me empenhar de corpo e alma."
Fonte: Jussara Ferreira, 2018.

Alguém realmente conhecia o próprio filho? Filhos eram pequenos estranhos, sempre mudando, desaparecendo e se reapresentando aos pais. Novos traços de personalidade podiam surgir da noite para o dia.

E para finalizar o dia, o filho de Jane é acusado de fazer bullying, com a filha de Renata Amabella, e dai por diante, começa um alvoroço na escola, e uma divisão de lados. É uma verdadeira guerra, onde os lados mostram seu caráter, deixam suas cordialidades de lado e mostram seus verdadeiros pensamentos. A história é contada, antes do evento de perguntas, apenas para os pais dos alunos, já que nessa noite acaba em morte.
O tema central do livro é amizade, mas ele aborda o bullying, traição, violência doméstica, etc. O interessante é que as crianças observam as coisas que acontecem ao seu redor, mas do que os adultos pensam, certos pais exagera na proteção dos filhos, em quanto outros deixa a criação por conta de outras pessoas, e acabam não conhecendo seus filhos. 
E a verdade é que todos nós, contamos Pequenas Grandes Mentiras para si mesmo, pois é um modo de diminuir ou não aceitar as verdades duras da vida, e também para não demostrar o que você realmente pensa, e ser julgado por ter uma visão diferente dos outros, pois sempre queremos mostrar que vivemos uma vida "perfeita".

Poderia  voltar ao Blue Blues, comprar um café e depois tirar uma foto pretensamente artística da xícara apoiada em uma cerca com o mar ao fundo e postá-la no Facebook com a legenda: Pausa do trabalho! Que Sorte! As pessoas escreveriam: Inveja!Se exibisse no facebook como sua vida era perfeita, talvez também começasse a acreditar.


Galera é isso, espero que gostem. E super indico esse livro, pois ele nos faz refletir sobre algumas atitudes que nós mesmo tomamos no dia a dia.

Beijinhos 😘.

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

RESENHA TODA LUZ QUE NÃO PODEMOS VER - ANTHONY DOERR

Boa Noite, Amores.
Fonte: Jussara Ferreira, 2018.
Hoje trago uma resenha de um livro incrível. Decidi escrever esse texto, porque adorei essa história. Me interessei por esse livro devido falar sobre guerra, gosto de ler livros que contam períodos da nossa história, principalmente das guerras, pois foram momentos triste e revolucionários.

Fonte: Skoob

Título: Toda luz que não podemos ver
Autor: Anthony Doerr
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Nº Páginas: 528
Classificação: 5++

Sinopse: Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu. Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista e, logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.Uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Com incrível habilidade para combinar lirismo e uma observação atenta dos horrores da guerra, o premiado autor Anthony Doerr constrói, em Toda luz que não podemos ver, um tocante romance sobre o que há além do mundo visível.

Resenha:

A história conta sobre a vida de Marie-Laure e seu pai Daniel que é responsável pela chaves do museu de história natural em Paris, o qual paga o aluguel da casa deles. O pai de Marie-Laure é muito engenhoso, devido a morte da mãe no parto, sente muito responsável pela filha e principalmente quando ela fica cega.
Em todos os aniversários de Marie-Laure seu pai, cria desafios para ela descobrir, somente assim ela receberá seu presente de aniversário. Marie-Laure é muito esperta, e sempre descobre rapidamente os desafios do pai. O Pai constrói uma maquete do bairro deles, para que ela saiba se locomover pelo bairro se for preciso, assim ela ganha liberdade.
Ele a ensina a ler em braile, e isso transforma a vida da menina. Acostumada a passar os dias no Museu e conversar com o professor sobre todos os tipos de molúsculos e outros bichos marinhos, que a encanta verdadeiramente, Marie- Laure é curiosa.
Mais acontece algo que ninguém espera, a guerra chega até eles. E o chefe do museu ver a necessidade de guardar algumas preciosidades do Museu, e principalmente a relíquia que eles possuem, que é um Diamante chamado Mar de Chamas, que por trás dele existe uma lenda.
Quando a guerra chega até eles, eles são obrigados a seguir caminho, e acabam tendo que morar na casa do tio avô de Marie-Laure, que é considerado estranho, depois que voltou da guerra e viu alguns horrores.
Fonte: Jussara Ferreira, 2018.
"Abram os olhos e vejam o máximo que puderem, antes que eles se fechem para sempre"
A história também relata a vida dos irmãos órfãos Werner e Jutta, eles perderam o pai nas minas, são alemães. E vivem numa casa que abriga os órfãos dessa tragédia.
Werner é muito curioso, sempre faz perguntas que ninguém sabe responder, e até tem um caderno para anotações, e também é habilidoso para consertar objetos. As peças parecem que falam com ele e tem grande sonho de estudar mecânica, sua irmã o idolatra e acredita nele. Os dois passam tempos perdidos ouvindo o rádio que eles encontram e acabam se apaixonando pela programação que vem da França e ensina novos conhecimentos para crianças. 
Werner fica famoso por consertar rádios e outros objetos dos vizinhos. Um dia é chamado para consertar um rádio de um grande sargento do exercito da Alemanha, e devido isso acaba sendo mandando para uma escola de tecnologia. 
Na escola ela passa por grandes provações. Encontra um amigo chamado Frederick que tem uma paixão por pássaros e que por esconder que tem problemas de visão passar por grandes pressão pelo resto dos outros estudantes. 
Werner acaba sendo chamado para auxiliar o professor de ciências num projeto de descobrir transmissores, e com isso, consegue realizar um pouco de seu  sonho de estudar mecânica e ciência, e entender os funcionamentos dos objetos. Nesse intervalo de produção do projeto ele também conhece Volkheimer, um rapaz considerado um gigante para sua idade e causava terror nos outros estudantes.

Fonte: Jussara Ferreira, 2018.
"Na verdade, crianças, matematicamente, toda luz é invisível"
Marie-Laure e Werner vão crescendo juntos com o decorrer da guerra, vão tentando sobreviver da melhor maneira. Estão em países diferentes, e passando por momentos quase semelhantes.
Marie-Laure com a descoberta de um logo lugar, e pessoas que não conhecia e a paranoia de seu pai para constrói uma nova maquete. Werner por descobrir a verdadeira face de ser um soldado, as provações que é passar a cada momento. Os dois terão seus destinos entrelaçados, acredito que devido ao destino. Eles tiveram que amadurecer cedo e tomar decisões grandes.
Essa história me deixou com sentimentos contraditórios, sentimentos de tristeza, alegria, raiva, aflição, impossibilidade e maior de tudo um sentimento de deixar meu coração apertado. 
Essa história é maravilhosa, cheia de emoção e um detalhe riquíssimo sobre a 2º guerra mundial. Sobre a pureza de algumas pessoas, até nos piores momentos da vida. É sobre a esperança de que tudo irá melhorar, esperança de um futuro bom e fazer o que é bom e correto. 
É sobre amizade em tempos turbulento. É sobre amor de irmão. É sobre superação. Acima de tudo é sobre uma luz que não podemos ver, mas que esta ali, apenas nos esperando para acreditar e seguir em frente. Espero nunca passar pelo que eles passaram.


Fonte: Jussara Ferreira, 2018.
"Algumas vezes, eu me apanho encarando o mar e me esqueço de minhas tarefas. Parece grande o suficiente para conter qualquer coisa que as pessoas possam sentir."
Beijos galera, e recomendo esse livro. É uma história encantadora, que te prende, te enche de um sentimento contraditório. Te faz refletir sobre pequenas coisas do dia a dia.

Até breve, Beijos da Sue

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

RESENHA - TARTARUGAS ATÉ LÁ EMBAIXO

Oi gente!!! A nossa resenha de hoje esta prá la de especial. Ela foi feita por uma amigo literário do .
Jose Davi, ele mora no Ceará, é um poeta, e assim como nós adora ler. Primeiro vamos conhecer o livro que ele resenhou e depois sua opinião.

Titulo: Tartarugas até lá Embaixo
Autor: John Green
Editora: Intrinseca
Ano: 2017
Paginas: 256
Classificação: 5

Sinopse: Despois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, Jonh Green, autor do inesquecivel A culpa é das estrelas, lanla o mais pessoal de todos os seus romances: Tartarugas até lá Embaixo.
A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionáriomisteriosamente desaparecido - quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro - enquanto lida com o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC).
Repleto de referências da vida do autor - entre elas a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, transtorno mental que o afeta desde a infância - , Tartarugas até lá Embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrivel, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e - por que não? - peculiares répteis neozelandeses. (Skoob) 

Resenha: Azel Holmes tem 16 anos e todas preocupações de um adolecente, ir bem na escola, ser uma boa filha, uma boa amiga e gostar de si mesmo. Mas e se a garota Azel não existir, se seu corpo for somente uma casa para bilhões de bactérias? Se seus pensamentos não forem comandados por ela própria?


“São apenas pensamentos. Eles não são você. Você pertence a si mesma, mesmo quando seus pensamentos não pertencem”

Tendo que lhe dar cotidianamente com pensamentos assim, gerado pelo transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) e a ansiedade, a personagem principal entra em aspirais quando o distúrbio mental entre em cena.


“A questão da espiral é que, se a seguimos, ela nunca termina. Só vai afunilando, infinitamente”

Dividindo seu tempo entre verificar se o corte do seu dedo estar infeccionado e com sua amiga divertida e louca, Dayse que é apaixonada por Star Wars e escreve fanfics sobre a saga, as duas vivem a base de cupons na lanchonete local por pressão de sua amiga, as duas vão tentar se reaproximar do amigo de infância da Azel, o Daves, para buscar informações sobre o pai desaparecido e tentar faturar os cem mil dólares, mas ao chegar na casa do bilionário vários acontecimentos fazem com que haja a aproximação dos dois, mas não com o intuito inicial de ganhar informações. Azel vai descobrir como conviver com os pensamentos que não são totalmente seus, mas que fazem parte dela, vai perceber o valor da amizade, a importância de ajudar um amigo e de se deixar ser ajudada.


 “Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu”

Tartarugas até lá Embaixo é um livro sobre mim, nós, sobre a maneira que vemos a vida e o modo que compartilhamos com os outros. É sobre a perda, o medo, aceitação, as lembranças e as dificuldades de seguir em frente. Jonh Green compõe os personagens com um que de realidade, trazendo os sentimentos do dia-adia para a história, fazendo o leitor mergulhar a cada página em um espiral de emoções.
Image Map