quarta-feira, 30 de maio de 2018

LANÇAMENTO - LITERALMENTE AMIGAS


Foto Fabio
Em 19 de maio estive em um encontro, "Sempre um papo", de lançamento e debate do livro “Literalmente Amigas” de Marina Carvalho e Laura Conrado na Praça da Liberdade em Belo Horizonte-MG.
Bate papo agradável, na praça, com pessoas agradáveis e autoras com atitudes simples e carinhosas. Além do bate papo sobre o livro e literatura em geral, conversamos sobre amenidades em geral, autores, como é o processo criativo de um livro.
Foto da pagina SEMPRE UM PAPO Fecebook
No cenário atual percebe-se o aumento considerável de autoras mulheres, o que não era comum há alguns anos atrás. Uma atitude machista e arcaica de setores da sociedade achava que mulher não era para literatura, por causa disso a inserção de mulheres era muito restrita e muitas delas usavam pseudônimo masculinos ou apelidos para conseguir participar das atividades literárias.
A participação das mulheres na literatura trás um olhar diferente para cenário literário, pois atrai mais jovens em busca de novidades e boas leituras, uma opinião diferente e mais observadora do contexto humano, social e urbano. E assim Marina Carvalho e Laura Conrado vêm nos brindar com suas estórias e leitura de boa qualidade.
Foto Fabio
Marina Carvalho é mineira de Ponte Nova, casada, mãe de dois filhos, jornalista, professora de Língua Portuguesa e Literatura, escritora. Torce pelo Cruzeiro, adora vôlei, aproveita o momento que os filhos estão na escola para escrever e diz que o barulho não atrapalha em suas criações, gosta de romances, mas para escrever gosta de experimentar vários gêneros literários.

Laura Conrado é mineira de Belo Horizonte, solteira, jornalista, palestrante, celebrada como um importante nome entre o público jovem. Cativante, sempre aberta a novidades, gosta de viajar, e gosta de parcerias em seus trabalhos. Torce pelo Atlético, e o barulho atrapalha em suas criações.
Duas escritoras que dignificam os mineiros no cenário literário com dedicação, protagonismo, sempre com bom humor e simplicidade. Com uma literatura que fala dos recantos mineiros, de suas singularidades, de seu jeito de ser.

·       Marina Carvalho - nasceu em 18 de Janeiro de 1979 em Ponte Nova.
Livros publicados:
è Simplesmente Ana – 2013- Editora Novas Páginas
è Ela é uma Fera (A Megera Domada) esta uma releitura da obra de William Shakespeare – 2013- Editora Novo Conceito
è De Repente, Ana – 2014- Editora Novas Páginas
è Contos de Carnaval (Deixando o Abada de Lado) -2014- Editora Novo Conceito – Vários autores
è Crisálida (Amores que Transformam) -2014- Editora Wildbook
è Azul da Cor do Mar -2014-Editora Novas Páginas
è Elena- a Filha da Princesa -2015- Galera Record
è Amor nos Tempos de Ouro -2016- Globo Alt
è A Menina de Olhos Molhados -2016- Globo Alt
è Ao Gosto do Chef -2017- Amazon
è A História de Malikah- Amor nos Tempos de Ouro 2 -2017- Globo Alt
è Literalmente Amigas -2018- Bertrand Brasil, este em parceria com Laura Conrado
·      Laura Conrado - nasceu em 26 de Agosto de 1984 em Belo Horizonte.
Livros publicados:
è Freud me Tira Dessa -2012- Editora Novo Século
è Só Gosto do Cara Errado (Freud, me Tira Dessa) -2013- Editora Novo Século
è Freud me segura Nessa -2014- Editora Novo Século
è Shakespeare e Elas: Clássicos do Grande Bardo Reescritos por Elas -2014- Editora Autêntica, este em parceria com Lycia Barros e Janaína Vieira
è Bela nada Adormecida: Ela espertou, se levantou e foi a luta -2014- Amazon
è Quando Saturno Voltar -2015- Globo Livros
è Minha Onda -2017- Globo Alt
è Literalmente Amigas -2018- Editora Bertrand Brasil, com Marina Carvalho
è Heroínas -2018- Galera Record, com Pam Gonçalves e Ray Tavares

Este já com programação de lançamento em Belo Horizonte e Rio de Janeiro.


Literalmente AmigasSinopse: Quando Gabi e Lívia, duas apaixonadas por livros, se conheceram em uma comunidade sobre literatura em uma extinta rede social, não imaginavam que se tornariam melhores amigas e que criaram um blog de resenhas literárias, o Literalmente Amigas. Desde então, elas são inseparáveis, apesar das personalidades muito diferentes! Juntas, elas enfrentam as dificuldades da juventude, seja na profissão, seja no amor, até tudo começar a mudar quando ambas são selecionadas para a mesma vaga.


Se você gostou mas não sabia do evento fica ligado por aqui e também na pagina SEMPRE UM PAPO no facebook para saber quando será o próximo bate-papo.

Até a próxima...



sexta-feira, 25 de maio de 2018

MEU AUTOR NACIONAL - M S FAYES

Oi gente linda que adora ler!
Sabe a boa de hoje? Conhecer mais uma autora desta nova safra da literatura nacional brasileira.
Marta de Sousa Fagundes, ou como é conhecido no universo literário M S Fayes. Ela mora em Brasilia e começou a escrever em 2009, com uma escrita com traços cômico e sarcasmo, muitos adjetivos e substantivos pouco usuais que caracterizam sua escrita.
Curiosos como somos perguntamos para ela, porque escrever?
"Porque é maravilhoso criar roteiros onde eu posso criar meus próprios finais."
Quem nunca quis reescrever o final de algum livro?????
Mas escrever nunca é fácil e com a Martinha ( como é carinhosamente chamada pelas amigas) não foi diferente. Muitas vezes ela se viu suas estruturas abalada por elas e pelo fato de a mãe meio que odiar o fato de ela ter seguido a carreira de escritora.
Apesar de ter uma editora vira e mexe a autora solta algumas publicações de forma independente.
Nós sempre queremos saber como funciona o processo de criação dos nossos autores...

"Varia... às vezes do nada surge um plot de uma história e eu abro o word e começo a digitar. Às vezes aquela esquete fica meses, até anos sem que eu mexa. Daí resolvo finalizar... E pah. Pronto."

Romântica de carteirinha ela recebeu influência de varias escritoras "da velha guarda, por assim dizer" Nora Roberts, sempre. Linda Howard, Judith MacNaught.
Como eu amo playlist Literaria não perco a oportunidade de perguntar se ela cria uma playlist para suas historias ou mesmo se a musica influencia na hora da escrita, olha a resposta...

"Adoro. Já escrevi cenas por conta da inspiração de alguma música. Muitas vezes aleatórias, que nem têm nada a ver com o livro, mas inspiraram mesmo assim."

E os personagens de onde vem esta inspiração para tantos, será que algum deles se parece com ela?

"Hahahah... Fay, de Irresistível é meio que meu alter-ego. A Condessa, com o jeito meio louco também. Até um personagem masculino que eu amo... tem um pouco de mim."

Como ela mesma descreveu, entre mortos e feridos digo, físicos e digitais, livros e contos, 20. E podemos esperar muito mais por ai.



E de onde vem tanta criatividade para as historias? A autora afirma que esta criatividade a acompanha desde pequena quando tinha mania de escrever roteiros para historias em quadrinhos.Apesar da criatividade e  boa aceitação do publico ela esta sempre buscando se aperfeiçoar e buscar novas técnicas de escrita, melhorar.

Ping Pong:

Cor: Preto... putz. Mas tb gosto de roxo. E cinza.
Filme: Não lembro.
Serie: Não assisto
Musica: Pop internacional
Cantor(a): Sia
Raiz ou Nutela: Caracas? Faço a mínima ideia do que seja isso.
Dia ou noite: Noite
Frio ou calor: Frio
Livro físico ou e-book: Ambos pra ter. Pra ler gosto do ebook.
Casar ou comprar uma bicicleta: Casar
Ficção ou Não-ficção: Ficção

O que podemos esperar para o futuro?

"Mais romance florzinha, clichê mesmo, porque clichê é vida, recheado de emoções, dramas e finais felizes."

Se você também gostou demais desta autora, que além de linda é muito simpática, da uma conferida nas redes sociais e canais que ela usa para interagir com seus leitores 


   Blog      Facebook   Intagram     Skoob

Eu amei a entrevista, espero que vocês também tenham gostado.
Beijos...


quinta-feira, 24 de maio de 2018

PRIMEIRAS IMPRESSÕES - NIHIL

Oi gente, como vocês estão?
Ando sumida pois a vida esta muito louca, tempo para as coisas que amo anda faltando, mas não podia fechar esta semana sem compartilhar com vocês  minhas primeiras impressões deste livro.


Sinopse Nihil: Enclausurado por muito tempo, o ser humano definha.Do lado de fora, uma espessa neblina dominou países inteiros. Ela mata quem se arrisca a desbravá-la, espalha vísceras, sangue e entrega os gritos a um estranho lugar sem cheiros, sons, luz ou escuridão.Do lado de dentro os sobreviventes enfrentam sua subsistência. Não há água encanada, ondas de rádio ou energia elétrica. Falta comida e os sentimentos são confusos e intensos.Não há sol ou chuva para se observar. Não há divisão entre dia ou noite. Os relógios estão parados e qualquer esperança já se fragmentou, mesmo que alguns ainda esperem por algo que já nem sabem se existe ou mesmo se tem um nome.

A Carolina Mancini, autora, me convidou a ler uma degustação do livro (confira mais dela na entrevista aqui no blog), suas primeiras 44 paginas. Confesso que esta é a primeira vez que faço isso, e fiquei muito ansiosa pela leitura. Recentemente eu participei de um projeto "Livro Viajante" promovido pela Lua do blog "Caderno da Lua" do seu primeiro livro "Dias de chuva" (resenha) eu amei o livro. Mas nada me preparou para os sentimentos que me acompanharam na leitura desta primeira impressão.

– Feche a janela, meu querido. Não há nada para ver lá fora. Não há nada para ver.


"– Feche a janela, meu querido. Não há nada para ver lá fora. Não há nada para ver."

Quando iniciei a leitura algumas coisas ficaram claras para mim, o mundo está coberto por uma névoa. Algo terrível aconteceu, obrigando as pessoas a se trancarem em suas casa. Quem se aventura a buscar ajuda, alimentos ou outros sobreviventes não retorna, fazendo com que as pessoas refugiadas tenham cada vez mais medo de sair de casa.
A primeira parte e angustiante, a autora tem um talento absurdo para transmitir por meio dos seu texto os sentimentos, emoções que os personagens estão passando.
Tudo me leva a crer que se trata de uma guerra biológica, apesar de até onde pude ir na historia este fato não ter ficado claro apenas subentendido.

"desculpe a frieza, mas o bombardeio lá fora não me deixa mais escrever poesias."

Cada pessoa ou grupo de pessoas tenta lidar com a dor e sofrimento de uma maneira. A solidão, isolamento e a angustia que é passada me fez questionar se os personagens na realidade não estão vivendo dentro de um pesadelo coletivo (acho que deu para perceber meu nivel de ansiedade).
Um livro que me deixou com dificuldades para expressar como me senti, e que com certeza precisarei ler para saber o que vai acontecer com os personagens.

Se fosse para defini-lo com poucas palavra seria envolvente e angustiante.


– Feche a janela, meu querido. Não há nada para ver lá fora. Não há nada para ver.

– Feche a janela, meu querido. Não há nada para ver lá fora. Não há nada para ver.
O lançamento esta marcado para o dia 26/05, e se você for de São Paulo não pode perder este lançamento.

Lembrando que você pode garantir o seu exemplar entrando em contato diretamente com a autora Carolina Mancini pelo Facebook, Instagram ou Blog .
Eu vou garantir o meu e prometo que volto para trazer uma resenha completa.
Beijos...



segunda-feira, 14 de maio de 2018

RESENHA - O SOL TAMBÉM É UMA ESTRELA


Oi gente olha eu aqui de novo!!
Hoje eu vim falar do primeiro livro da nossa Leitura Coletiva.
Foi muito bom!
Primeiro eu queria apresentar a autora e o livro para vocês.

Nicola Yoon é autora do best-seller Tudo e todas as coisas, cuja adaptação para o cinema foi lançada em 2017. Ela nasceu na Jamaica, cresceu no Brooklyn e mora em Los Angeles com a família. É uma romântica incurável que acredita ser possível se apaixonar num instante e que isso pode durar para sempre. O sol também é uma estrela é seu segundo livro. Ele foi considerado Melhor livro do Ano por Publisher's Weekley e Amazon e foi finalista do National Book Awards 2016.

E foi ele que nos lemos:
"O sol também é uma estrela"
Ano: 2017 
Páginas: 288
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Natasha: Sou uma garota que acredita na ciência e nos fatos. Não acredito na sorte. Nem no destino. Muito menos em sonhos que nunca se tornarão realidade. Não sou o tipo de garota que se apaixona perdidamente por um garoto bonito que encontra numa rua movimentada de Nova York. Não quando minha família está a 12 horas de ser deportada para a Jamaica. Apaixonar-me por ele não pode ser a minha história.

Daniel: Sou um bom filho e um bom aluno. Sempre estive à altura das grandes expectativas dos meus pais. Nunca me permiti ser o poeta. Nem o sonhador. Mas, quando a vi, esqueci de tudo isso. Há alguma coisa em Natasha que me faz pensar que o destino tem algo extraordinário reservado para nós dois.

O Universo: Cada momento de nossas vidas nos trouxe a este instante único. Há um milhão de futuros diante de nós. Qual deles se tornará realidade?


Apesar de não ser uma biografia a historia tem varias coincidências com a da autora, pois como vimos a autora também é Jamaicana e casada com oriental.


"precisamos de diversos livros por causa de tudo neste círculo"

E como foi esta leitura? Foi incrível! Tivemos uma dinâmica e interação constante no grupo, o livro é muito leve o que facilita o desenvolvimento da leitura, e apesar de ser um livro fácil de ler trás muitas questões a serem discutidas.



Opinião da Sue: Eu já conhecia a escrita da autora, pois li o outro livro dela, Tudo e todas as coisas, que por sinal é ótimo. Mas confesso que me apaixonei mais por Daniel e Natasha, são personagens jovens, mas que acabam tendo grandes responsabilidades, devido algumas decisões tomadas pelos pais e que influenciam a vida deles. 
Natasha é uma garota atípica que acaba não tendo "sonhos" e focar apenas na realidade e pessimismo da vida, onde não existe expectativas, a não ser tentar fazer algo realista, mesmo que você não tenha amor por esse algo que escolheu. 
Daniel já é a inversão de Natasha, é sonhador, é movido pela paixão por poesia e acredita na conspiração do universo na  nossa vida, que através dessas pequenas forças do destino nossa vida será mudada para o que deverá acontecer. Daniel é um dos personagens mais fofo e amorzinho que já conheci, me apaixonei. 
Algo interesse do livro, é que embora ele seja um livro New Adult, ele trás reflexões incríveis sobre família, amizade, escolha de carreiras, relação pais-filhos, amor, sonhos, perspectivas de vidas, etc. E algo maravilhoso também é os capítulos de personagens secundários, que contribui para a história, não só dos dois, como para refletir sobre como não percebemos o que o outro passa. E entendo um pouco como é essa questão de imigração, mas no caso a migração, ela acaba sendo dura com a gente, se acostumar com uma cultura diferente é complicado, e sem contar que vocês trás todo os trejeitos da sua região e algumas vezes acaba sendo motivo de piada pelo jeito de se expressar, agir, etc.  


Ao logo da leitura foram propostos vários desafios aos leitores do grupo. O ultimo desafio da nossa leitura coletiva era enviar uma musica ou poema com o sol como tema.Além das varias musicas que são mencionadas no livro adicionamos as nossas, e foi muito bom vou deixar a playlist para vocês ouvirem 


E também o poema escrito por uma das leitoras.


Se você gostar da ideia e quiser participar da nossa próxima leitura coletiva sera muito bem vindo.

Beijos e te espero na próxima leitura coletiva.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

VOTE NA SUA PRÓXIMA LEITURA COLETIVA

Nossa primeira leitura coletiva esta sendo tão legal que a gente resolver fazer outra.
Mas para esta leitura bombar queremos te convidar a nós ajudar a escolher a próxima leitura coletiva.
Vamos as opções:

#omedicoeomonstro
Livro 1: O médico e o monstro

“O médico e o monstro” relata a história dramática de um conceituado médico, Dr. Jekyll, criador de uma poção capaz de trazer à tona o lado mais obscuro de sua personalidade. Jekyll passa a viver a sua identidade real com a do amoral Mr. Hyde. Dessa forma, relativiza todas as questões que dizem respeito ao bem e ao mal, ao correto e ao incorreto. Um desfecho inesperado, porém, revela ao médico a capacidade dominadora do monstro e põe em risco sua própria vida.



#umdenosestamentindo
Livro 2: Um de nós está mentindo

Cinco alunos entram em detenção na escola e apenas quatro saem com vida. Todos são suspeitos e cada um tem algo a esconder. Numa tarde de segunda-feira, cinco estudantes do colégio Bayview entram na sala de detenção: Bronwyn, a gênia, comprometida a estudar em Yale, nunca quebra as regras. Addy, a bela, a perfeita definição da princesa do baile de primavera. Nate, o criminoso, já em liberdade condicional por tráfico de drogas. Cooper, o atleta, astro do time de beisebol. E Simon, o pária, criador do mais famoso app de fofocas da escola. Só que Simon não consegue ir embora. Antes do fim da detenção, ele está morto. E, de acordo com os investigadores, a sua morte não foi acidental. Na segunda, ele morreu. Mas na terça, planejava postar fofocas bem quentes sobre os companheiros de detenção. O que faz os quatro serem suspeitos do seu assassinato. Ou são eles as vítimas perfeitas de um assassino que continua à solta? Todo mundo tem segredos, certo? O que realmente importa é até onde você iria para proteger os seus.


#perdasedanos
Livro 3: Perdas e danos

Travis Brown é um rapaz diferente da maioria dos jovens de sua idade. Aos 23 anos, já conheceu – e perdeu – seu grande amor, já precisou lutar pela guarda da filha na justiça e agora trabalha incansavelmente para sustentá-la. Sua rotina não é fácil, mas ele consegue levar uma vida digna. De repente, tudo começa a dar errado: ele perde o emprego, sua casa pega fogo e sua mãe morre. Sem ter a quem recorrer, precisa ir morar com a filha em um acampamento para trailers. Lá, conhece Savannah, uma jovem linda e sexy que realmente parece querer ajudá-lo. É ela quem lhe fala sobre a vaga em uma obra em Raleigh, uma cidade próxima. Travis não quer se mudar, mas não tem alternativa: seus últimos dólares estão acabando e ele não vê a menor perspectiva de conseguir mais dinheiro. No entanto, ao chegar a Raleigh e conhecer Roy, seu suposto empregador, ele descobre que o trabalho na verdade é um roubo. Roy garante que será a única vez e que a quantia que Travis receberá será suficiente para tirá-lo do sufoco por um bom tempo. Agora, de frente para a maior encruzilhada de sua vida, Travis precisa decidir que caminho seguir para continuar sendo um pai exemplar.

#sacodeossos
Livro 4: Saco de ossos

A história de um antigo amor - um sentimento forte que o tempo e a morte não conseguem destruir. A história de uma nova paixão - um relacionamento assombrado por segredos do passado. A história de uma criança - a inocente prisioneira de um terrível fogo cruzado. São estes os ingredientes de Saco de Ossos, mais um romance com a marca inigualável do grande mestre da narrativa contemporânea, Stephen King. Mike Noonan é um romancista de sucesso que vê sua vida subitamente transformada com a morte da esposa Jo. Quatro anos já se passaram e o sentimento é o mesmo - o desânimo, a tristeza, a sensação de que nunca mais será capaz de escrever. Diante da tela branca do computador, ele vê o vazio doloroso que passou a dominar seus dias. Nem mesmo o sono lhe traz alívio. Noonan é agora atormentado por terríveis pesadelos com Sara Laughs e a casa do lago - o recanto de sonhos onde ele e Jo foram tão felizes. Voltar à pequena cidade. Esta parece ser a única saída. Mike sente que precisa enfrentar o passado e tentar reencontrar seu caminho.


Para votar é só usar a # do livro escolhido.

A leitura começa e Junho e se você quiser participar da nossa leitura e clicar aqui e entrar no grupo de debate do Whats App.

Espero seu voto!!!
Beijos